Yorkshire

          

Tamanho: 2,5 – 3kg, 23 – 24cm
Cuidados com a pelagem: difícil
Adestramento: médio
Cores: preto com marcação castanha
           
O yorkie é hoje o cão toy ou de colo mais popular do mundo. Enquanto os cães de exposição esbanjam pelagens brilhantes e surpreendentes, até mesmo nas exposições, os yorkies de estimação têm pêlos mais convenientes, apesar de embaraçar com facilidade e precisar de tosas rotineiras.
Eles não foram sempre tão compactos como hoje. Seus ancestrais eram terriers da mesma cor das regiões de Paisley e Clyde, na Escócia, trazidos a Yorkshire quando os tecelões escoceses migraram para os moinhos de algodão em West Riding, no norte da Inglaterra. No início da década de 1800, os yorkies ganharam o nome atual e eram usados para caçar pragas domésticas e em eventos públicos de caça a ratos.
Até os anos 50, o tamanho variou muito. Yorkies grandes são raros, porém mães pequenas podem produzir indivíduos que chegam aos 8kg. O cruzamento seletivo por tamanho pequeno agravou três problemas: colapso traqueal, deslocamento da patela e doença periodontal. Nervosismo é outro traço, mas pode diminuir com a socialização do filhote.
Tende a se comportar da forma como foi desenvolvido. Enquanto dobermans e pastores alemães desejam (e tentam) viver no colo do dono, os yorkies que têm liberdade são destemidas máquinas caninas. Cheios de energia e ignorando o seu tamanho, são bons cães de guarda e animas de estimação alegres.

Tendências da moda
As raças menores são mais vulneráveis às tendências da moda do que as maiores. Com a queda da popularidade dos poodles miniatura e toy, nos anos 60, essas raças foram substituídas como ícones da moda pelos travessos yorkies. Seu reinado como favorito da moda, todavia, pode estar em declínio hoje.