Lhasa Apso

          

Tamanho: 6 –  7kg, 25 – 28cm

Cuidados  com a pelagem: difícil

Adestramento: difícil

Cores: dourado,  mel, areia, acinzentado, azul-acinzentado e cinza, bicolor, preto       
           

A  raça recebeu o nome da capital do Tibete e era o presente favorito dos  primeiros Dalai Lamas. Foi criada provavelmente por monges budistas do Tibete e  da região vizinha Butão, tanto para companhia como ruidoso cão de guarda. Seu  nome tibetano, apso seng kyi,  significa mais ou menos “cão-leão sentinela que late”. Chegando ao Ocidente, o  lhasa foi classificado junto ao shih tzu e terrier tibetano como uma única  raça. Ainda hoje, por ser difícil distinguir um shih tzu grande de um lhasa  apso pequeno. Os lhasas têm pelagem longa, densa e abundante, dando proteção  ideal para cães que vivem a uma altura de cinco mil metros no Tibete, mas dão  trabalho para manter bem cuidada e limpa. Este cão costuma se apegar bastante a  uma pessoa em particular.


           

Cara  peculiar

                Os  pêlos grossos das orelhas e da cabeça misturam-se com os pêlos densos do bigode  e da barba dando-lhe um ar soberbo, quase nobre.


           

 


           

Excelente  isolante térmico


            Por  baixo dos pêlos grossos e densos há um pequeno cão robusto, incrivelmente  musculoso. Os pêlos cobrem pernas e patas, um proteção natural contra a neve.