Labrador Retriever

          

Tamanho: 25 – 36kg, 55 – 62cm
Cuidados com a pelagem: médio
Adestramento: fácil
Cores: preto, amarelo, chocolate-escuro, chocolate-claro

Os labradores adoram comida e água em especial. Alegre e extrovertido, é o preferido no Reino Unido e na América do Norte, deixando para trás, em proporção de três para um, os próximos na lista: o Golden Retriever e o Pastor Alemão. As origens da raça são incertas, mas sabe-se que cães chegaram a Newfoundland – com pescadores portugueses ou bascos, ou até antes, com exploradores escandinavos – e já viviam lá quando os primeiros barcos irlandeses e ingleses atracaram em 1500. Até a década de 1700, havia dois tipos de cão de trabalho nessa província na costa leste do Canadá: um cão de carga pesado, chamado de grande cão de St. John, que deu origem ao dócil terra-nova; e um cão preto menor de pêlo macio, o pequeno cão de St. John, perito em recolher caça em terra e em água.
Alguns dos menores foram exportados à Inglaterra, e comprados por ricos proprietários de terras. O terceiro conde de Malmesbury foi o primeiro a usar o nome “labrador” para descrevê-los.
Na década de 50, ainda era um cão de propriedades rurais, tendo alcançado a posição de mais popular por uma simples razão: sua amável personalidade. Com uma irresistível necessidade de carregar coisas e enorme generosidade, é quase uma caricatura do cão de estimação ideal.
Adora atividades: caminhadas, corridas, trilhas, mas também cochilos perto de uma lareira quentinha. Este fã de água encontra poças em qualquer lugar. É perito em busca e resgate em montanhas e avalanches e é a raça escolhida por muitas instituições que treinam cães-guias para cegos, além de ser uma das mais usadas como “animal de estimação como terapia”.
Há inconvenientes. Apesar de não ter rancor, malícia ou índole vingativa, pode fazer muita bagunça. Os filhotes são desajeitados, têm muito entusiasmo. A cauda forte e alegremente extravagante é uma arma de destruição por onde passa. A juventude dura muito: não amadurece emocionalmente até os dois ou três anos de idade. São comuns displasias do cotovelo e coxofemoral, hereditárias e dolorosas. Os cães usados em criação devem ser examinados para verificar sinais de atrofia progressiva da retina (APR) e catarata hereditária. Cães preguiçosos podem engordar rapidamente.

Cores da pelagem – Genética
O amarelo pode variar de creme-claro a vermelho-raposa, enquanto os labradores chocolate variam de chocolate ao leite claro a chocolate bem escuro. Alguns labradores amarelos têm nariz preto e outros têm nariz chocolate, uma prova visual de que possuem o gene para terem filhotes potencialmente chocolate.
Avanços genéticos revelam que um labrador tem um genótipo de cor, de um total de nove, que pode ser verificado com um esfregaço bucal. Sabendo os genótipos de cores do casal de cães, é possível prever se os filhotes serão todos pretos, amarelos, chocolate ou misturados.

Bebê de água
A pelagem grossa oferece impermeabilidade como se fosse de silicone e pode soltar pêlos aos montes. Sua “cauda de lontra” funciona como um ótimo leme, tornando-o exímio nadador.
Um jornal relatou como um jovem labrador caiu de um barco em movimento e depois foi visto nadando até a praia, há mais de 18Km. Quando se aproximaram, tudo o que o cão queria era brincar na água.