Parasitos Externos

          

As picadas das pulgas, carrapatos e mosquitos transmitem doenças como: alergias, parasitos do sangue (erliquiose, babesiose, hemobartonelose, dirofilariose, leishmaniose) e outras, que podem ser fatais. Ainda não existem vacinas para todas essas doenças, por isso, o melhor método preventivo é o controle dos parasitos. Para se iniciar um combate aos carrapatos e as pulgas, devemos entender o básico sobre o seu ciclo de vida. Os carrapatos e as pulgas fazem parte do seu ciclo fora dos animais, então devemos utilizar produtos nos animais e no ambiente onde eles vivem. O ciclo de vida das pulgas e carrapatos depende, dentre outros fatores, do tipo de ambiente, pelagem dos animais e época do ano. Quando o ambiente for favorável ao desenvolvimento dos parasitos, por exemplo: gramados, piso de terra, parede ou piso áspero, locais próximos a lagos e rios, matas, locais com grande população de animais, currais, etc., há necessidade de aumentar os cuidados. No verão, principalmente em dias chuvosos, a temperatura e a umidade favorecem a multiplicação e o desenvolvimento dos carrapatos e das pulgas, então devemos utilizar os produtos com maior freqüência.