Castração em cães e gatos! Porque é tão importante?

          

O que é a castração?
A castração de cães e gatos é um procedimento cirúrgico, realizado com anestesia geral, portanto sem dor, que consiste na retirada dos testículos dos machos e dos ovários e útero das fêmeas. Os avanços na medicina veterinária tem tornado esse procedimento muito seguro e com cortes pequenos, facilitando a cicatrização e recuperação dos animais.

Qual é a melhor fase para se realizar a castração?
Levando em conta que as gatas entram em seu primeiro cio entre quatro e seis, e as cadelas entre seis e doze meses de idade, dependendo da raça ou do tamanho, a melhor fase da cirurgia é antes do primeiro cio, ou seja, tanto em gatas quanto em cadelas, entre quatro e seis meses de idade. Porém, mesmo aquelas fêmeas que já tiveram cio ou estão mais velhas, devem ser castradas na dependência de exames e avaliação do Médico Veterinario.

E se quiser colocar as fêmeas para cruzar uma vez antes de castrar?
Não tem problema, pois alguém tem que perpetuar a espécie, mas não é necessário para prevenir doenças como muita gente diz. É importante saber se os filhotes que virão, terão uma família que os cuidem. Lembre-se que há muitos cães em abrigos, agropecuárias ou até nas ruas, precisando de adoção.

Quais as vantagens da castração?
Do ponto de vista social, há muitos cães e gatos sem lar, jogados as ruas, sofrendo e disseminando doenças. Quando se castra um animal, imagine o quanto poderia se evitar. Exemplo: Uma fêmea gera dez filhotes, se a metade for fêmeas vão gerar cinqüenta, se a metade for fêmea vão gerar duzentos e cinqüenta e assim por diante. Levando em conta que a gestação é de sessenta dias, imagine a quantidade de cães que pode descender de uma única fêmea. Tudo isso ainda contabilizando apenas uma gestação em cada fêmea. Do ponto de vista da saúde do próprio animal, há uma incidência cada vez maior, seguido do aumento da longevidade, de os animais machos apresentarem câncer de próstata e as fêmeas apresentarem câncer de mama e infecção de útero. O uso de anticoncepcionais em cadelas e gatas, aumenta e muito a incidência de câncer de mama e infecções uterinas e castração precoce diminui essas chances. Há ainda outro motivo, que é o comportamento, como aquele habito que os machos possuem de urinar em todo o lugar, aquele sangramento das fêmeas em cio que sujam a casa toda, aquela bagunça que os cães ou gatos fazem, atraindo uns aos outros, aquele habito que os cães têm de subir uns nos outros ou na perna das pessoas, tudo isso pode diminuir ou até cessar. Ainda, há uma segurança maior, principalmente em gatos, que costumam sair de casa em busca de parceiros (as) onde correm grande risco de serem atropelados, envenenados, feridos por brigas, se contaminando e transmitindo doenças, com destaque a AIDS e a leucemia felina.

Estou interessado em castrar meus animais, o que devo fazer?

Primeiro leve à clinica para que o Médico Veterinário avalie o estado geral da saúde, bem como, atualizar as vacinas, vermífugos, controlar parasitos etc. Em seguida será solicitado alguns exames, como hemograma e/ou função renal para garantir uma cirurgia mais segura. Marcado o dia da cirurgia, o paciente ficará em jejum alimentar por oito horas e será internado no começo da noite com previsão de saída no dia seguinte. Em alguns casos a cirurgia poderá ser feita no meio do dia com previsão de saída no fim do dia. O paciente vai para a casa utilizando um colar protetor ou uma roupinha para evitar contato com os pontos. O proprietário só terá que passar um spray sobre a pequena ferida e fornecer medicamentos disfarçados em um alimento, por dez dias. Os pontos serão retirados após doze dias.

A castração engorda? Deixa os animais bobos?
Não! O que ocorre é que qualquer animal, castrado ou não, deve ter educação alimentar e atividade física, para a saúde de modo geral. Caso contrário, poderá ter vários problemas, inclusive a obesidade. A castração pode deixar os animais sem interesse sexual, deixando-os mais caseiros, mais se forem estimulados, com certeza o ganho de peso será indiferente.

Quer ajudar um cão de rua?
É comum vermos um animal abandonado e sentirmos pena. Mas o que você faz? Sentir pena não ajuda! Mesmo que você não queira adotar um cão de rua, pense que ainda sim você pode ajudá-los. Primeiramente é ajudar na conscientização das pessoas que tem cães ou gatos não deixar sair na rua, desacompanhado dos donos. Segundo, você pode apadrinhar um animal, retirando-o dos abrigos, levando a uma clinica para castrar e em seguida devolvendo-o no abrigo. Com isso, com certeza ficará mais fácil achar alguém que adote-o e, enquanto aguarda, não irá se reproduzir. Para casos assim, a clínica pode ajudar com descontos, diárias, medicamentos e anúncios de adoção. Pense nisso!

Ligue agendando a castração!

Iremos buscar e levar os pacientes em casa.

Clínica Veterinária Animalpet. Tel (19) 3805-2251

Emergência: (19) 99266-2863

Preços especiais a animais recolhidos das ruas ou de abrigos.